fisiatria

Fisiatria

Fisiatria

Fisiatria é uma especialidade médica que se ocupa do diagnóstico e terapêutica de diferentes entidades…

Saber +

estomatologia

Estomatologia

Estomatologia

Estomatologia, palavra derivada do grego “estoma” (que significa “boca”), portanto seu significado é estudo…

Saber +

ginecologia-obstetricia

Ginecologia/Obstetrícia

Ginecologia/Obstetrícia

A ginecologia literalmente significa “a ciência da mulher”, mas na medicina é a especialidade que trata…

Saber +

psicologia

Psicologia

Psicologia

Psicologia (do grego Ψυχολογία, transl. psykhologuía, de ψυχή, psykhé, “psique”, “alma”…

Saber +

psiquiatria

Psiquiatria

Psiquiatria

Psiquiatria é uma especialidade da Medicina que lida com a prevenção, atendimento,..

Saber +

clinica-geral

Clínica Geral

Clínica Geral

A clínica geral define-se como a provisão de cuidados continuados abrangentes e integrais…

Saber +

infecciologia

Infecciologia

Infecciologia

A Infecciologia tem por missão a prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças infecciosas…

Saber +

oftalmologia

Oftalmologia

Oftalmologia

A oftalmologia é uma das especialidades da Medicina. É um ramo da medicina que investiga…

Saber +

farmacologia

Farmacologia

Farmacologia

A farmacologia (do grego: ϕάρμακον, fármacon (“droga”), e λογία, derivado de -λόγος lógos…

Saber +

anestesiologia

Anestesiologia

Anestesiologia

Anestesiologia é a especialidade médica que estuda e proporciona ausência ou alívio da dor…

Saber +

radiologia

Radiologia

Radiologia

Radiologia é a parte da ciência que estuda órgãos ou estruturas através da utilização dos…

Saber +

pediatria

Pediatria

Pediatria

A pediatria é a especialidade médica dedicada à assistência à criança e ao adolescente, nos seus…

Saber +

patologia

Patologia

Patologia

Patologia (derivado do grego pathos, sofrimento, doença, e logia, ciência, estudo) é o estudo…

Saber +

dermatologia

Dermatologia

Dermatologia

Dermatologia é a especialidade médica que se ocupa do diagnóstico e tratamento clínico-cirúrgico…

Saber +

medicina-do-trabalho

Medicina do Trabalho

Medicina do Trabalho

Medicina do trabalho ou medicina ocupacional é uma especialidade médica que se ocupa da…

Saber +

cardiologia

Cardiologia

Cardiologia

Cardiologia (em grego: Καρδιολογία lit. Estudo do Coração) é a especialidade médica que se…

Saber +

otorrinolaringologia

Otorrinolaringologia

Otorrinolaringologia

A otorrinolaringologia (ORL) é uma especialidade médica com características clínicas e cirúrgicas…

Saber +

medicina-interna

Medicina Interna

Medicina Interna

Medicina Interna é a especialidade médica que trata de pacientes adultos, atuando principalmente…

Saber +

cirurgia

Cirurgia

Cirurgia

Cirurgia é a parte do processo terapêutico em que o cirurgião realiza uma intervenção manual…

Saber +

neurologia

Neurologia

Neurologia

Neurologia é a especialidade médica que trata dos distúrbios estruturais do sistema nervoso…

Saber +

ortopedia

Ortopedia

Ortopedia

A ortopedia é a especialidade médica que cuida das doenças e deformidades dos ossos, músculos, ligamentos…

Saber +

urologia

Urologia

Urologia

Urologia é uma especialidade cirúrgica da medicina que trata do trato urinário de homens e de mulheres…

Saber +

Fisiatria

Fisiatria é uma especialidade médica que se ocupa do diagnóstico e terapêutica de diferentes entidades tais como as subsequentes ao patologias traumática, a lesões do sistema nervoso central e periférico, orto-traumatológicas, cardio-respiratórias, reumatológicas, vasculares periféricas, pediátricas entre outras. A Medicina Física e Reabilitação aplica diferentes estratégias terapêuticas que vão prevenir ou reduzir as múltiplas consequências clínicas das doenças agudas e crónicas, no âmbito das deficiências das incapacidades e das desvantagens.

O Fisiatra cuida de todos os aspetos do tratamento, desde a prevenção de complicações inerentes às diversas patologias que o atingem, ao tratamento das porventura já existentes, à minimização e recuperação das sequelas supervenientes, levando o paciente ao estado de melhor funcionalidade possível, visando a sua independência de terceiros para as atividades diárias e qualidade de vida. Esta atuação tanto se dá no aspeto clínico quanto no emocional do paciente. Trata-se de um grande campo de atuação do médico que exige dele conhecimento vasto acerca do ser humano, de suas doenças e das repercussões destas doenças e outras mazelas em seu organismo.

Estomatologia

Estomatologia, palavra derivada do grego “estoma” (que significa “boca”), portanto seu significado é estudo da boca.

O dentista, especialista em estomatologia, é um profissional que previne, diagnostica e trata as enfermidades relacionadas com a boca (e todo aparelho estomatognático). O aparelho estomatognático é constituído pelos lábios, dentes, mucosa oral, glândulas salivares, tonsilas palatinas e faringeas e demais estruturas da orofaringe.

Ginecologia/Obstetrícia

A ginecologia literalmente significa “a ciência da mulher”, mas na medicina é a especialidade que trata de doenças do sistema reprodutor feminino, útero, vagina e ovários.

A especialidade abrange hoje uma diversidade de ramos que englobam áreas tão diferentes como o diagnóstico de anomalias de um feto e o tratamento de tumores dos órgãos reprodutivos da mulher.

Psicologia

Psicologia (do grego Ψυχολογία, transl. psykhologuía, de ψυχή, psykhé, “psique”, “alma”, “mente” e λόγος, lógos, “palavra”, “razão” ou “estudo”) “é a ciência que estuda o comportamento (tudo o que organismo faz) e os processos mentais (experiências subjetivas inferidas através do comportamento)”. O principal foco da psicologia se encontra no indivíduo, em geral humano, mas o estudo do comportamento animal para fins de pesquisa e correlação, na área da psicologia comparada, também desempenha um papel importante.

Psiquitria

Psiquiatria é uma especialidade da Medicina que lida com a prevenção, atendimento, diagnóstico, tratamento e reabilitação das diferentes formas de sofrimentos mentais, sejam elas de cunho orgânico ou funcional, com manifestações psicológicas severas. São exemplos: a depressão, o transtorno bipolar, a esquizofrenia, a demência e os transtornos de ansiedade. Os médicos especializados em psiquiatria são em geral designados por psiquiatras (até meados do século XX foi também comum a designação alienistas).

Clínica Geral

A clínica geral define-se como a provisão de cuidados continuados abrangentes e integrais a indivíduos, famílias e suas comunidades.

Infecciologia

A Infecciologia tem por missão a prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças infecciosas, podendo incluir o diagnóstico e tratamento de doenças sexualmente transmissíveis, bem como a Consulta do Viajante.

Oftalmologia

A oftalmologia é uma das especialidades da Medicina. É um ramo da medicina que investiga e trata as doenças relacionadas com a visão e com os olhos e seus anexos. Especialidade médica que se dedica ao estudo e tratamento das doenças e erros de refração apresentados pelo olho. O médico oftalmologista realiza cirurgias, prescreve tratamentos e correções para os distúrbios de visão. A oftalmologia, assim como várias outras especialidades da medicina, tem várias sub-especialidades, entre elas a oftalmo-pediatria, a plástica ocular, doenças orbitárias, doenças das vias lacrimais, o estrabismo, o glaucoma, a cirurgia refrativa, retina,córnea, etc. Etimologicamente, a palavra provém do grego ophthalmós (olho) + logos (estudo), ou seja: estudo do olho.

Farmacologia

A farmacologia (do grego: ϕάρμακον, fármacon (“droga”), e λογία, derivado de -λόγος lógos (“palavra”, “discurso”), sintetizado em “ciência”) é a ciência que estuda como as substâncias químicas interagem com os sistemas biológicos. Como ciência nasceu em meados do século XIX. Se essas substâncias tem propriedades medicinais, elas são referidas como “substâncias farmacêuticas”. O campo abrange a composição de medicamentos, propriedades, interações, toxicologia e efeitos desejáveis que podem ser usados no tratamento de doenças.

Esta ciência engloba o conhecimento da história, origem, propriedades físicas e químicas, associações, efeitos bioquímicos e fisiológicos, mecanismos de absorcão, biotransformação e excreção dos fármacos para seu uso terapêutico ou não.

Anestesiologia

Anestesiologia é a especialidade médica que estuda e proporciona ausência ou alívio da dor e outras sensações ao paciente que necessita realizar procedimentos médicos, como cirurgias ou exames diagnósticos, identificando e tratando eventuais alterações das funções vitais. A especialidade vem a cada dia ampliando suas áreas de atuação, englobando não só o Período Intra-Operatório, bem como os períodos Pré e Pós-Operatório, realizando atendimento ambulatorial para Avaliação Pré-Anestésica e assumindo um papel fundamental pós-cirúrgico no acompanhamento do paciente tanto nos Serviços de recuperação pós-anestésica e Unidades de Terapia Intensiva quanto no ambiente da enfermaria (cuidados paliativos, por exemplo) até o momento da Alta Hospitalar.

Radiologia

Radiologia é a parte da ciência que estuda órgãos ou estruturas através da utilização dos raios-x, gerando uma imagem.

Nas últimas décadas foram acrescentados novos métodos aos já tradicionais raios-x. A ultrassonografia, a ressonância magnética nuclear, a mamografia, os novos equipamentos de tomografia computadorizada e muitos outros avanços vieram a contribuir para tornar essa área ainda mais interessante.

Pediatria

A pediatria é a especialidade médica dedicada à assistência à criança e ao adolescente, nos seus diversos aspetos, sejam eles preventivos ou curativos.

Os aspetos preventivos envolvem ações como aleitamento materno, imunizações (vacinas), prevenção de acidentes, além do acompanhamento e das orientações necessárias a um crescimento e desenvolvimento saudáveis (puericultura). Já os curativos correspondem aos diversos procedimentos e tratamentos das mais diversas doenças exclusivas ou não da criança e adolescente.

Patologia

Patologia (derivado do grego pathos, sofrimento, doença, e logia, ciência, estudo) é o estudo das doenças em geral sob aspetos determinados, tanto na medicina quanto em outras áreas do conhecimento como matemática e engenharias, onde é conhecida como “Patologia das Edificações” e estuda as manifestações patológicas que podem vir a ocorrer numa construção. Ela envolve tanto a ciência básica quanto a prática clínica e é devotada ao estudo das alterações estruturais e funcionais das células, dos tecidos e dos órgãos que estão ou podem estar sujeitos a doenças.

Dermatologia

Dermatologia é a especialidade médica que se ocupa do diagnóstico e tratamento clínico-cirúrgico das doenças que acometem o maior órgão do corpo humano – a pele, tendo em média 2 metros quadrados de área num indivíduo adulto. A especialidade engloba ainda as doenças que acometem os anexos cutâneos: cabelos e unhas, bem como as mucosas (ex: boca e genitais).

Medicina do Trabalho

Medicina do trabalho ou medicina ocupacional é uma especialidade médica que se ocupa da promoção e preservação da saúde do trabalhador. O médico do trabalho avalia a capacidade do candidato a determinado trabalho e realiza reavaliações periódicas de sua saúde dando ênfase aos riscos ocupacionais aos quais este trabalhador fica exposto.

Cardiologia

Cardiologia (em grego: Καρδιολογία lit. Estudo do Coração) é a especialidade médica que se ocupa do diagnóstico e tratamento das doenças que acometem o coração bem como os outros componentes do sistema circulatório.
O médico especialista nessa área é o cardiologista.
O exames mais comum, feito por rotina durante uma consulta de cardiologia é o Eletrocardiograma.

Otorrinolaringologia

A otorrinolaringologia (ORL) é uma especialidade médica com características clínicas e cirúrgicas. Seu campo de atuação envolve as doenças do ouvido, do nariz e seios paranasais, faringe, laringe, cabeça e pescoço.

Medicina Interna

Medicina Interna é a especialidade médica que trata de pacientes adultos, atuando principalmente em ambiente hospitalar. Inclui o estudo das doenças de adultos, não cirúrgicas, não obstétricas e não ginecológicas, sendo a especialidade médica a partir da qual se diferenciaram todas as outras áreas clínicas como Cardiologia, Reumatologia, Oncologia, Alergologia, Endocrinologia, Gastroenterologia, Hematologia, Nefrologia e Pneumologia.

Cirurgia

Cirurgia é a parte do processo terapêutico em que o cirurgião realiza uma intervenção manual ou instrumental no corpo do paciente. A cirurgia é caracterizada por quatro tempos principais:

  • dierese: divisão dos tecidos que possibilita o acesso à região a ser operada
  • hemostasia: parada do sangramento
  • síntese: fechamento dos tecidos
  • exerese

O cirurgião geral realiza a maior parte das cirurgias e assume o comando do paciente politraumatizado grave, indicando se e onde cada especialista precisa atuar. A cirurgia do trauma (entendendo-se aqui trauma como toda lesão corporal causada por queda, capotagem, colisão ou ferimentos por armas brancas ou de fogo) é uma das áreas de atuação do cirurgião geral.

Neurologia

Neurologia é a especialidade médica que trata dos distúrbios estruturais do sistema nervoso. Lida, especificamente, com o diagnóstico e tratamento de todas as categorias de doenças que envolvem os sistemas nervoso central, periférico e autónomo, incluindo os seus revestimentos, vasos sanguíneos e todos os tecidos efetores, como os músculos. O correspondente cirúrgico da especialidade é a neurocirurgia.
O neurologista, médico que se especializou em neurologia, é treinado para investigar, diagnosticar e tratar distúrbios neurológicos. O neuropediatra trata doenças neurológicas em crianças. Neurologistas podem também estar envolvidos na pesquisa clínica, ensaios clínicos, bem como em pesquisa de ciências básicas da medicina.

Ortopedia

A ortopedia é a especialidade médica que cuida das doenças e deformidades dos ossos, músculos, ligamentos, articulações, elementos relacionados ao aparelho locomotor. A traumatologia é a especialidade médica que lida com o trauma do aparelho músculo-esquelético.

Urologia

Urologia é uma especialidade cirúrgica da medicina que trata do trato urinário de homens e de mulheres e do sistema reprodutor dos homens. Os médicos que possuem especialização nesta área são os urologistas, sendo treinados para diagnosticar, tratar e acompanhar pacientes com distúrbios urológicos. Os órgãos estudados pelos urologistas incluem os rins, ureteres, bexiga urinária, uretra e os órgãos do sistema reprodutor masculino (testículos, epidídimos, ducto deferente, vesículas seminais, próstata e pénis). As adrenais acabaram por entrar na especialidade devido ao aspeto cirúrgico das doenças tumorais das supra-renais. Quando tem indicação cirúrgica de tumor de supra-renal o endocrinologista encaminha para o urologista.
Nos homens, o sistema urinário está integrado com o sistema reprodutor, ao passo que nas mulheres o trato urinário se abre na vulva. Em ambos os sexos, os tratos urinário e reprodutor estão próximos, o que faz com que os distúrbios de um trato geralmente afetem o outro. A urologia combina o acompanhamento de condições não-cirúrgicas como, por exemplo, infeções do trato urinário e de condições cirúrgicas, como a correção de anomalias congénitas e o tratamento cirúrgico de cancros. Estas anomalias na região genital são conhecidas como distúrbios geniturinários.
A urologia está relacionada às áreas médicas da nefrologia, andrologia, ginecologia, proctologia e oncologia.

servicos-enfermagem

Serviços de Enfermagem

Serviços de Enfermagem

Disponibilidade e compromisso na implementação para aquilo que nos propomos, de acordo com o regulamento…

Saber +

saude-ocupacional

Enfermeiro de Saúde Ocupacional

Enfermeiro de Saúde Ocupacional

De acordo com a opinião da classe científica, o leque de responsabilidades dos Profissionais de Enfermagem…

Saber +

detecao-alcool-drogas

Deteção de Álcool e Drogas

Deteção de Álcool e Drogas

No meio laboral o consumo de álcool não pode ser ignorado. Segundo dados da Organização Internacional…

Saber +

vacinacao-antigripal

Vacinação Anti-gripal

Vacinação Anti-gripal

A gripe é uma doença infecciosa que anualmente é responsável por epidemias sazonais que atingem entre…

Saber +

Serviços de Enfermagem

  • Disponibilidade e compromisso na implementação para aquilo que nos propomos, de acordo com o regulamento do Exercício Profissional dos Enfermeiros.
  • Planeamento e execução dos cuidados de enfermagem, curativos e preventivos de acordo com as necessidades básicas e princípios científicos de enfermagem.
  • Desempenhar toda a acção de enfermagem, com o máximo de profissionalismo e responsabilidade.
  • Identificar, o mais rapidamente quanto possível, os problemas potenciais do utente de forma a implementar e avaliar intervenções que contribuem para evitar esses mesmos problemas ou minimizar-lhe os efeitos indesejáveis.
  • Resposta eficaz em situações inesperadas e em situações de emergência.
  • Preparação e administração de medicação.
  • Avaliação dos resultados das terapêuticas administradas.
  • Documenta a implementação das intervenções.
  • Cria e mantém um ambiente de cuidados seguro através da utilização de estratégias de garantia da qualidade e da gestão do risco.
  • Garante a confidencialidade e a segurança da informação escrita e oral, adquirida enquanto profissional
  • Cumprimento de horários.
  • Para além das tarefas inerentes às atividades descritas existem outras que nos dispensa de enumerar porque fazem parte do quotidiano de trabalho de qualquer Enfermeiro.

Estamos certos que, com confiança, transformaremos os nobres objetivos que aqui propomos, em realidade concreta para o bem-estar dos utentes.

Enfermeiro de Saúde Ocupacional

De acordo com a opinião da classe científica, o leque de responsabilidades dos Profissionais de Enfermagem da área da Saúde Ocupacional tem sofrido evoluções constantes que permitem atualmente “englobar a avaliação e vigilância do estado de saúde do trabalhador, os cuidados de saúde primários para os trabalhadores e seus dependentes, a segurança dos trabalhadores e da educação em saúde, auditorias de segurança e prevenção de acidentes (…)”1, ou seja, “(…) o fundamento para a enfermagem do trabalho é baseado na investigação com ênfase na optimização da saúde, na prevenção da doença/acidente e na redução dos riscos de saúde”2.

Ciente de tais opiniões, o perfil dos nossos Profissionais de Enfermagem da IAP na área da Saúde Ocupacional contempla a constante mutação do universo promovendo a aquisição e desenvolvimento de competências teórico-práticas que permitem maximizar o potencial dos recursos disponíveis e dos Colaboradores da Empresa Cliente.

 

Na área da Saúde Ocupacional, o campo de atividade dos Profissionais de Enfermagem da IAP visa os seguintes itens:

1. Promoção da Saúde dos Colaboradores;

Realizar consulta de Enfermagem;

Promover sessões de Educação para a Saúde do Colaborador;

Definir a população alvo da Medicina do Trabalho da Empresa Cliente;

Estabelecer uma relação empática com os diferentes tipos de Colaboradores internos e externos;

Aferir canais de comunicação assertivos horizontais e verticais da Empresa Cliente;

Colaborar com os diferentes Colaboradores da Empresa Cliente incluindo-se os Colaboradores externos;

Proporcionar um ambiente promotor de uma escuta activa;

Sugerir e intervir continuamente para melhorar as condições de trabalho dos Colaboradores;

Fomentar novos ganhos em saúde dos Colaboradores através de intervenções como visitas aos locais de trabalho;

Participar em projectos internos da Empresa Cliente como por exemplo, reforma dos Colaboradores.

 

2. Prevenção da Doença e Acidentes de Trabalho;

Monitorizar indicadores de saúde do Colaborador – Imunizações, respectivamente, vacina antitetânica e campanhas sazonais como vacina da gripe;

Intervir continuamente na vigilância da saúde do Colaborador – Realização de Exames de Admissão e Periódicos de acordo com a periodicidade descrita na lei vigente e nas especificidades da Empresa Cliente;

Otimizar registo de dados clínicos (médicos e enfermagem) do Colaborador, como por exemplo, Folha de registo de exames de Medicina do Trabalho; Folha de Triagem de Enfermagem; Folha de pensos; Folha de tratamentos de Enfermagem;

Analisar população com consultas de Medicina do Trabalho em atraso e definir estratégias para a sua retificação;

Manter a realização dos exames de Medicina do Trabalho consoante a programação e objectivos da Empresa Cliente, com o fim, de não existir situações de exames em atraso;

Efetuar preenchimento das participações de acidente de trabalho mediante as normativas da Empresa Cliente;

Proceder ao encaminhamento efetivo dos sinistrados;

Monitorizar a situação do sinistrado em conjunto com o médico de Medicina do Trabalho;

Encaminhar os Colaboradores com alterações clínicas (por exemplo: hipertensão, aumento de peso, alterações analíticas, etc) para a Medicina Curativa;

Promover ações de educação para a saúde, respetivamente, cursos de primeiros socorros, suporte básico de vida, entre outros;

Colaborar com os Colaboradores da área de Segurança e Higiene no trabalho.

Realizar testes de despiste de Álcool e Drogas.

 

3. Prestação de Cuidados de Saúde Diretos;

Prestar cuidados de saúde diretos ao Colaborador em casos de primeiros socorros, suporte básico de vida, monitorização biométrica, doença súbita aguda (prescrição médica medicamentosa), vigilância e realização de tratamentos (pensos cirúrgicos, simples, vacinação, injeções, etc);

Protocolar as intervenções de enfermagem consoante o tipo de exames de Medicina do Trabalho;

Protocolar as intervenções de enfermagem em Medicina Curativa (casos de administração de terapêutica sem prescrição médica prévia, por exemplo, Ben-u-ron);

Adequar a prestação de cuidados de saúde às necessidades dos Colaboradores;

Sugerir novas estratégias de melhoria da qualidade dos cuidados prestados;

Clarificar os diferentes circuitos dos Colaboradores na área de Medicina do Trabalho e na área de Medicina Curativa;

Indicar novos circuitos de cuidados, como por exemplo: Triagem de Enfermagem, com o intuito de rentabilizar e satisfazer as necessidades dos colaboradores da Empresa Cliente.

 

4. Promoção do Trabalho em Equipa Multidisciplinar;

Introduzir e colaborar com o Administrativo (se existir) no processo de marcação de consultas de Medicina do Trabalho mais personalizado e atual;

Estabelecer contactos e colaborar com os diferentes Profissionais de Saúde presentes na Empresa Cliente;

Promover uma relação empática com os diferentes Profissionais de Saúde presentes na Empresa Cliente;

Otimizar canais de comunicação horizontais e verticais;

Colaborar com os Recursos Humanos da Empresa Cliente;

Proporcionar um ambiente promotor de uma escuta activa;

 

5. Gestão e Administração do Serviço de Medicina do Trabalho;

Adaptar a postura do Colaborador interno face às necessidades da Empresa Cliente;

Informar os Colaboradores internos da política da Empresa Cliente;

Efectuar um levantamento das necessidades da Empresa Cliente;

Prezar pelo profissionalismo descrito no Código Deontológico dos Profissionais de Enfermagem;

Estabelecer objetivos anuais conjuntos com a Empresa Cliente;

Otimizar a utilização dos recursos físicos, materiais, humanos e eletrónicos existentes;

Realizar uma gestão efetiva dos consumíveis da Medicina do Trabalho e da Medicina Curativa através de uma gestão de stock;

Executar uma previsão orçamental dos consumíveis da Empresa Cliente – Previsão orçamental de pedidos;

Monitorizar os indicadores de enfermagem quanto a realização de exames de Medicina do Trabalho e intervenções de Medicina Curativa;

Otimizar registos de enfermagem;

Adequar a prestação de cuidados de enfermagem de acordo com a lei vigente e as especificidades/normativas da Empresa Cliente;

Efetuar Relatório Anual de Atividades e o Balanço Social conforme o exigido pela lei vigente;

Planear estratégias de melhoria contínua da qualidade dos Colaboradores;

Promover momentos de avaliação internos e externos, como por exemplo, reuniões de avaliação anuais com as Empresas Clientes.

 

6. Investigação – Inquéritos de Satisfação dos Clientes;

Aplicar Inquéritos anuais de Satisfação dos Clientes internos e externos;

Colaborar em projectos de investigação científica.

 

7. Participação na Formação em Enfermagem/Medicina do Trabalho.

Incentivar participação dos Colaboradores da IAP nos momentos de formação contínua, respetivamente, jornadas, congressos, workshops, etc;

Ministrar formações internas na área da prestação de cuidados de Enfermagem do Trabalho;

Proporcionar momentos de troca de experiências entre os diferentes Colaboradores da IAP;

Ao leque dos Profissionais de Enfermagem da IAP na área da Saúde Ocupacional acrescenta-se ainda como fulcral a presença de um Profissional de Enfermagem Coordenador que tem como principais responsabilidades:

Vigiar e intervir sobre os itens 5 (Gestão e Administração do Serviço de Medicina do Trabalho), 6 (Investigação) e 7 (Participação na Formação em Enfermagem do Trabalho);

Monitorizar e avaliar a atividade dos Profissionais de Enfermagem da IAP;

Fomentar uma prestação de cuidados de Enfermagem de excelência;

Estabelecer contactos periódicos com a Administração da Empresa Cliente fornecendo feedback face aos objetivos delineados previamente;

Sugerir novas formas de melhoria contínua da qualidade;

Promover situações de “win-win” tanto para a IAP como para a Empresa Cliente de forma a maximizar a qualidade dos recursos  disponíveis a um baixo custo;

Avaliar os indicadores de enfermagem sensíveis aos ganhos de saúde dos Colaboradores

Deteção de Álcool e Drogas

No meio laboral o consumo de álcool não pode ser ignorado. Segundo dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e da Organização Mundial da Saúde (OMS), 70% das pessoas com problemas de consumo de álcool exercem uma profissão. Para os trabalhadores, o álcool pode afetar o desempenho profissional com forte impacto no trabalho e na organização. Por exemplo, os acidentes de trabalho, o absentismo, os problemas disciplinares, a diminuição da produtividade, a redução da motivação e os despedimentos são frequentemente associados ao consumo excessivo de álcool.

Uma das formas de prevenir e dissuadir o consumo excessivo de álcool em período laboral, será a realização de testes aleatórios aos trabalhadores.

A IAP considera apresentar as condições necessárias para a realização deste serviço, face ao conhecimento específico do setor, aliado a uma vasta experiência dos nossos Profissionais.

Sendo certo que a nossa actividade verifica-se em todo o País, consideramos reunir as capacidades necessárias para garantir o fornecimento em todo o território nacional.

Vacinação Anti-Gripal

A gripe é uma doença infecciosa que anualmente é responsável por epidemias sazonais que atingem entre 5 a 20% da população. Até à data, a principal medida de prevenção da infecção gripal e das complicações que lhe estão associadas é a vacinação.

Sendo certo que a nossa atividade verifica-se em todo o País, consideramos reunir as capacidades necessárias para garantir o fornecimento deste serviço em todo o território nacional.

medicos

Médicos

Médicos

O médico é o profissional autorizado pelo Estado para exercer a Medicina; se ocupa da saúde…

Saber +

enfermeiros

Enfermeiros

Enfermeiros

Enfermagem é a arte de cuidar e a ciência cuja essência e especificidade é o cuidado ao ser humano,…

Saber +

tecnicos-diagnostico-terapeutica

Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica

Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica

O Técnico de Diagnóstico e Terapêutica ou TDT, é uma classe profissional com formação de nível superior,…

Saber +

auxiliares-acao-medica

Auxiliares de Ação Médica

Auxiliares de Ação Médica

O Técnico Auxiliar de Acção Médica é o profissional qualificado apto a prestar apoio em serviços de saúde,…

Saber +

outras-atividades-saude

Outras Atividades de Saúde

Outras Atividades de Saúde

Psicologia Clínica é a parte da psicologia que se dedica ao estudo dos transtornos mentais e dos aspetos…

Saber +

servicos-administrativos

Serviços Administrativos

Serviços Administrativos

Os Serviços Administrativos são dirigidos por um Administrador e exercem a sua acção nos domínios da…

Saber +

servicos-secretariado

Serviços Secretariado

Serviços Secretariado

Secretariado é o conjunto de assessores diretos de uma determinada pessoa que ocupa um cargo de grande…

Saber +

Médicos

O médico é o profissional autorizado pelo Estado para exercer a Medicina; se ocupa da saúde humana e/ou animal, prevenindo, diagnosticando e curando as doenças, o que requer conhecimento detalhado de disciplinas académicas (como anatomia e fisiologia) por detrás das doenças e do tratamento – a ciência da medicina – e também competência na sua prática aplicada – a arte da medicina.

Tanto o papel do médico e o significado da palavra variam significativamente ao redor do mundo, mas como compreensão geral, a ética médica requer que médicos demonstrem consideração, compaixão e benevolência frente a seus pacientes.

Os médicos podem ser generalistas, isto é, não especializados em nenhuma área específica da medicina, ou especialistas, quando especializados em alguma área.

Enfermeiros

Enfermagem é a arte de cuidar e a ciência cuja essência e especificidade é o cuidado ao ser humano, individualmente, na família ou em comunidade de modo integral e holístico, desenvolvendo de forma autónoma ou em equipa atividades de promoção, proteção, prevenção, reabilitação e recuperação da saúde. O conhecimento que fundamenta o cuidado de enfermagem deve ser construído na interseção entre a filosofia, que responde à grande questão existêncial do homem, a ciência e tecnologia, tendo a lógica formal como responsável pela correção normativa e a ética, numa abordagem epistemológica efetivamente comprometida com a emancipação humana e evolução das sociedades.

O enfermeiro de cuidados gerais exerce todas as funções inerentes ao seu cargo, previsto na carreira de enfermagem, não existindo desta forma dúvidas quanto à função de cada elemento da equipa multidisciplinar. Todos os enfermeiros possuem, pelo menos, uma licenciatura em ciências de enfermagem.

Em Portugal, e de acordo com o Regulamento do Exercício Profissional dos Enfermeiros (REPE), o “Enfermeiro é o profissional habilitado com um curso de enfermagem legalmente reconhecido, a quem foi atribuído um título profissional que lhe reconhece competência científica, técnica e humana para a prestação de cuidados de enfermagem gerais ao indivíduo, família, grupos e comunidade, aos níveis da prevenção primária, secundária e terciária.”

Prestam assistência ao paciente ou cliente em clínicas, hospitais, ambulatórios, empresas de grande porte, transportes aéreos, navios, postos de saúde e em domicílio, realizando atendimento de enfermagem; coordenam e auditam serviços de enfermagem, implementam ações para a promoção da saúde junto à comunidade.

O enfermeiro está apto a prescrever, salvo com critérios de cada instituições que elaboram protocolos específicos com medicações padronizadas pelos médicos.

Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica

O Técnico de Diagnóstico e Terapêutica ou TDT, é uma classe profissional com formação de nível superior, onde se inserem os cursos reconhecidos pelo Estado Português, através do Decreto-Lei n.º 320/99, de 11 de Agosto.

Auxiliares de Ação Médica

O Técnico Auxiliar de Ação Médica é o profissional qualificado apto a prestar apoio em serviços de saúde, sob a direção e supervisão de um Técnico Superior de Saúde, intervindo na assistência ao utente, visando a promoção do seu bem‑estar.

Outras Atividades de Saúde

Psicologia Clínica é a parte da psicologia que se dedica ao estudo dos transtornos mentais e dos aspetos psíquicos de doenças não mentais. Seus temas incluem a etiologia, classificação, diagnóstico, epidemiologia, intervenção (prevenção, aconselhamento, psicoterapia, reabilitação, acesso à saúde, avaliação). Em língua inglesa se usa, ao lado do termo clinical psychology, também o termo “abnormal psychology”. Este último é ora usado como sinónimo do primeiro, ora significando apenas a descrição e a etiologia dos transtornos mentais.

Serviços Administrativos

Os Serviços Administrativos são dirigidos por um Administrador e exercem a sua ação nos domínios da administração financeira e patrimonial, do pessoal e do expediente e arquivo.

Serviços Secretariado

Secretariado é o conjunto de assessores diretos de uma determinada pessoa que ocupa um cargo de grande importância e complexidade numa administração pública ou privada.

O profissional de Secretariado Executivo Bilingue é gerenciador de informações e serviços, assessor qualificado, fluente em dois idiomas, hábil comunicador, conhecedor de informática avançada, organizado, ativo e discreto.

Serviços Domiciliários

descricao-servicos-enfermagemA IAP é uma empresa especializada em apoio domiciliário vocacionada para prestação de cuidados de saúde proporcionando um serviço de excelência para todas as pessoas em situação de dependência permanente ou temporária.

Levamos até si um conjunto de serviços realizados com profissionalismo empenho e dedicação permitindo-lhe que permaneça no seu seio familiar e no conforto do seu lar.

 

Serviços:

  • Acompanhamento a deslocações externas
  • Acompanhamento diurno e noturno
  • Algaliações
  • Animação sociocultural
  • Apoio psicossocial
  • Arrumação e pequenas limpezas
  • Aspiração de Secreções
  • Avaliação Glicémia Capilar (Diabetes)
  • Avaliação Tensão Arterial
  • Colocação de dispositivo urinário (pen-rose)
  • Colocação de Soroterapia
  • Cuidados de enfermagem
  • Cuidados de higiene e conforto pessoal
  • ECG no domicílio
  • Extração de pontos ou agrafes
  • Fisioterapia / Reabilitação
  • Injeções
  • Lavagem vesical
  • Oxigenoterapia
  • Preparação de medicação (oral) para 1 semana
  • Retirar Soroterapia
  • Tratamentos e Pensos
  • Tratamentos prolongados
  • Vigilância de Soroterapia